Objetivos da Campanha

A campanha Corações de Amanhã é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular que tem como objetivos:

  • Promover o conhecimento e compreensão sobre a estenose aórtica e os seus sintomas
  • Esclarecer como se efetua o diagnóstico desta doença e sobre a importância de ser atempado
  • Explicar como pode ser feito o tratamento da estenose aórtica e quais os seus benefícios e riscos
  • Melhorar o acesso dos doentes ao tratamento para a sua doença

Para saber mais sobre a Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular, uma associação sem fins lucrativos fundada em 2008, consulte: www.apic.pt.

 

Comissão Científica

A equipa de trabalho da campanha Corações de Amanhã é composta pelos seguintes cardiologistas de intervenção:

Eduardo Infante de Oliveira
  • Licenciado em Medicina pela Universidade de Lisboa em 1998.
  • Fellowship de intervenção na Cleveland Clinic Foundation.
  • Especialista em Cardiologia e subespecialista em Cardiologia de Intervenção desde 2007.
  • MSc em Economia da Saúde na London School of Economics (2016-2018).
  • Desenvolve atividade no Hospital de Santa Maria, Hospital dos Lusíadas, Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e INFARMED.
  • Interesse em intervenção coronária, intervenção cardíaca estrutural (valvular aórtica, valvular mitral, apêndice auricular esquerdo, foramen ovale permeável, comunicação interauricular), economia da saúde, regulação de dispositivos médicos e avaliação de tecnologias em saúde.
Lino Patrício
  • Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • Especialista em Cardiologia pelo H.S.Marta e Ordem dos Médicos
  • Graduado em Consultor de Cardiologia do H.S. Marta
  • Bolseiro em Cardiologia de Intervenção da SPC no Hospital Clinica de Barcelona
  • Publicação de centenas de trabalhos de Investigação e de Apresentações e Conferências em Portugal e no Estrangeiro no âmbito de Cardiologia de Intervenção e Hemodinâmica.
Rui Campante Teles
  • Licenciado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa em 1993.
  • Especialista em Cardiologia desde 2002 e subespecialista em Cardiologia de Intervenção desde 2009.
  • Pós-Graduado em Estatística Médica (2011).
  • Foi presidente da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (2015-2017).
  • Coordenador do Registo Nacional de Intervenção Cardiovascular desde 2017.
  • Desenvolve atividade no Hospital de Santa Cruz e Hospital da Luz.
  • Interesse em tratamento de doenças cardiovascular por via percutânea, doenças valvulares, síndromes coronários agudos, angioplastia da carotídea e periférica.

Promotor

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular, APIC, é uma Associação Especializada da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, dotada de autonomia científica, administrativa e financeira e tem a sua sede em Lisboa, no Campo Grande, número vinte e oito. A APIC tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de outras actividades científicas no âmbito dos aspectos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular. Consulte: www.apic.pt

Parceiros

Válvula para a Vida – Valve for Life

A iniciativa Valve for Life foi lançada na Europa em meados de 2015 com a missão de melhorar a utilização de implantes transcatéter de válvulas aórticas (tanto aórtica como mitral) em toda a Europa.
Os seus objetivos são:

  • Aumentar a consciência sobre a importância da doença cardíaca valvular na população em geral,
    Melhorar os padrões educacionais, reduzir os obstáculos a referenciação e a idade de implementação da terapêutica.
  • Facilitar o acesso a novas terapêuticas, tais como intervenções percutâneas valvulares.
  • Reduzir a discriminação de gênero no acesso aos cuidados

Portugal integrou oficialmente esta iniciativa Europeia no dia 1 de Janeiro de 2017 e estabeleceu como missão “a Redução da morbilidade e mortalidade dos doentes valvulares, facilitando o acesso ao tratamento percutâneo”.

Sociedade Portuguesa de Cardiologia

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia foi fundada em 9 de julho de 1949 e resultou da vontade de um grupo de médicos cardiologistas, ligados a instituições universitárias, de criar uma sociedade científica que pudesse servir de base ao desenvolvimento da Cardiologia portuguesa.

Para mais informações sobre a Sociedade Portuguesa de Cardiologia consulte: www.spc.pt

Contactos

Para mais informações envie email para geral@coracoesdeamanha.pt